Como coletar solicitações de vacinação

Desde meados de dezembro de 2020, cidadãos americanos vêm recebendo vacinas contra a COVID-19 com base nas recomendações estabelecidas pelo Centro de Controle de Doenças (do inglês Centers for Disease Control, ou CDC).

Embora cada estado tenha seu próprio plano para a ordem de administração das vacinas, o CDC recomenda que ambos profissionais e residentes de instalações de cuidados contínuos recebam as primeiras doses, seguidos pelos profissionais das linhas de frente e pessoas de 75 anos ou mais.

Os próximos na lista devem ser aqueles da faixa etária de 64-75 anos de idade, pessoas de 16-64 anos com comorbidades, entre outros trabalhadores essenciais. O CDC avisa que incluirá mais grupos em suas recomendações à medida que a disponibilidade de vacinas for aumentando.

No entanto, a distribuição de vacinas é um assunto complicado. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos (do inglês Department of Health and Human Services, ou HHS) fornece alertas sobre o número de doses liberadas a cada semana. As vacinas são então transportadas para estados em todo o país com base em alocações previamente especificadas.

Assim que as vacinas são entregues, as secretarias estaduais e locais de saúde tornam-se responsáveis por gerenciar sua distribuição. É por este motivo que tais departamentos precisam manter um registro organizado de quem está em suas filas de vacinação. Esse registro se tornará ainda mais importante à medida que a disponibilidade da vacina aumentar e o número de pessoas elegíveis crescer.

Confira abaixo uma visão mais detalhada sobre como alguns departamentos de saúde nos EUA estão organizando suas filas de vacinação.

Ferramentas tecnológicas

Alguns estados estão optando por utilizar ferramentas de alta tecnologia para monitorar sua demanda de vacinas. Estes incluem a Dakota do Sul e o Arkansas, ambos os quais possuem mapas interativos para ajudar seus residentes a encontrar os fornecedores certos. Afirma-se que a Dakota do Sul está usando pesquisas online de fornecedores como o SurveyMonkey para documentar suas inscrições. Na Flórida, alguns municípios estão utilizando o Eventbrite, uma plataforma para gestão de eventos, para agendar suas vacinações.

Enquanto isso, residentes do estado de Michigan estão usando o que a Healthcare IT News chama de portais para registros médicos eletrônicos para adicionar seus nomes às listas de vacinação. O estado de Indiana, por outro lado, possui seu próprio aplicativo para agendamentos.

Linhas diretas

Outros estados estão utilizando métodos mais antiquados como linhas diretas para agendar horários e criar listas de espera. Isso pode acabar por gerar confusão, ou até mesmo caos, a longo prazo caso os funcionários responsáveis não documentem corretamente todas as chamadas.

Infelizmente, pesquisas mostram que estados com algumas das populações mais vulneráveis já estão atrasados na administração de suas vacinas.

Isso torna ainda mais importante que as autoridades de saúde pública tenham acesso às ferramentas certas. Mas a boa notícia é que eles não precisam necessariamente adicionar um aplicativo de agendamento ao orçamento nesse momento.

Soluções baseadas em formulários

Para aqueles profissionais da saúde que ainda estão determinando como gerenciar seu fluxo de dados, outra opção disponível é o uso de formulários online. O Conselho de Saúde do Condado de Fulton, na Geórgia, está usando um formulário Jotform personalizável não apenas para adicionar pessoas à lista de espera por um horário, mas também para informar os residentes sobre como as fases de vacinação estão progredindo.

O formulário inclui informações sobre a fase atual e subsequentes fases de distribuição, bem como respostas a perguntas comuns. Ele também solicita que os visitantes compartilhem seus endereços de e-mail e selecionem em qual fase de distribuição estão interessados.

Esta é uma maneira simples de fornecer informações aos residentes do condado, facilitando o acompanhamento de cada solicitação para seus funcionários, além de permiti-los priorizar cuidadosamente cada pessoa no calendário de distribuição de vacinas.

Outra forma de priorizar os beneficiários das vacinas é seguir o exemplo do Departamento de Saúde Pública do condado de Franklin, em Ohio, que usou o Jotform para criar um formulário para os beneficiados na primeira fase adicionarem seus nomes a uma lista para o agendamento de vacinas.

Desta forma, usuários podem selecionar o grupo em que estão e inserir informações pessoais, como endereço, número de telefone e e-mail. Estes não poderão enviar o formulário caso algum campo esteja faltando, assegurando ao município que cada envio recebido contenha todas as informações necessárias para a manutenção de sua lista de agendamento.

Jotform também oferece um formulário de registro para o recebimento de vacinas gratuito para download, o qual seus usuários podem personalizar e implementar em minutos caso queiram coletar mais informações dos residentes.

Formulário de Registro para o Recebimento de Vacinas – COVID-19

Gestão de vacinação facilitada

É totalmente possível que não haja dois municípios nos EUA lidando com suas solicitações de vacinas da mesma maneira. Para ser justo, existe uma grande variedade de opções. Embora os aplicativos e mapas interativos sejam impressionantes, funcionários de saúde pública que ainda estão tentando descobrir a melhor maneira de gerenciar suas listas de vacinação devem ter em mente que o mais importante é encontrar uma solução capaz de priorizar e rastrear seus beneficiários, e, usando Jotform, você pode fazer ambos.

Enviar Comentário:

Jotform Avatar
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comentar:

Podo CommentSeja o primeiro a comentar.