Como criar uma pesquisa de pulso dos funcionários

Nos últimos anos, empresas vêm percebendo o quão essencial é o engajamento de seus funcionários para seu desempenho geral, satisfação e retenção. Empoderar seus funcionários para que estes ofereçam suas opiniões abre o caminho para que profissionais de recursos humanos e lideranças da empresa tomem decisões bem informadas sobre o futuro da organização.

Uma das ferramentas mais amplamente utilizadas para a obtenção, compreensão e monitoramento do feedback de funcionários é a pesquisa de pulso. Pesquisas de pulso representam uma excelente maneira de suplementar pesquisas anuais de forma mais frequente ao longo do ano.

Este artigo o guiará pela definição de uma pesquisa de pulso (e, mais importante, informá-lo o que esta não é) e seus benefícios, além de ensiná-lo como criar uma pesquisa de pulso de acordo com suas necessidades.

O que é uma pesquisa de pulso?

Uma pesquisa de pulso é uma pesquisa que contém apenas algumas perguntas curtas desenvolvidas para coletar o feedback de seus funcionários sobre um tópico em particular ao longo de um período de tempo. A frequência de pesquisas de pulso pode variar de semanal a trimestral. Dada sua alta frequência de aplicação, pesquisas de pulso devem ser curtas e levar apenas alguns poucos minutos para serem preenchidas.

Seu formato curto distingue pesquisas de pulso das pesquisas de funcionários mais longas e formais aplicadas anualmente. Enquanto pesquisas anuais podem abranger muitas questões sobre uma grande gama de iniciativas e funções organizacionais, pesquisas de pulso concentram-se em uma iniciativa ou tópico para mensurar a temperatura de seus funcionários quanto ao assunto. Estas fornecem um “pulso” acerca dos sentimentos dos funcionários em um determinado momento.

Pesquisas anuais possuem seu próprio valor. Estas ajudam lideranças a coletar feedback sobre as nuances da cultura da empresa e seu direcionamento organizacional. Contudo, a aplicação de muitas perguntas acarreta uma maior coleta e análise de dados – isso sem considerar o planejamento de ações baseado nos resultados de sua pesquisa. Quando considerada toda a preparação e ações pós-pesquisa envolvidas no processo, tornar os dados coletados em pesquisas anuais mais significativos para uso na vida real pode levar bastante tempo.

É aí que entra a pesquisa de pulso, a qual permite que seus funcionários forneçam o feedback crítico que gostariam de fornecer ao longo do ano. Você pode criar pesquisas de pulso de forma fácil e rápida, além de personalizá-las de acordo com suas necessidades.

Com mais dados obtidos em tempo real, sua equipe pode ser mais ágil e, caso necessário, agir tendo em mente o feedback obtido sobre um determinado tópico. Pense dessa forma: se pesquisas anuais são a roda, pesquisas de pulso são os raios que a sustentam e o ajudam a seguir na direção certa.

Quais são os benefícios de uma pesquisa de pulso e por que você precisa delas?

Agora que você conhece a definição de uma pesquisa de pulso, iremos discutir por que estas são benéficas (e necessárias) para sua organização, suas lideranças e sua equipe de RH.

Todos concordamos (provavelmente) que nenhuma organização deve tomar uma enorme decisão de negócios sem primeiro entender como esta impactará seus clientes. Bem, seus funcionários são seus primeiros e mais importantes clientes.

O engajamento e feedback consistente de seus funcionários é essencial, e obter um pulso sobre o que estes estão sentindo mostra aos mesmos que você está interessado em sua contribuição e desenvolvimento. Quando funcionários têm consciência de que suas opiniões não apenas são valorizadas, mas também ajudam a guiar importantes decisões de negócios, estes se tornam mais dedicados ao trabalho.

Ao longo dos anos, foram escritos diversos relatórios sobre a correlação entre o engajamento de funcionários e uma maior produtividade organizacional. O mais recente relatório da Gallup sobre o Estado do Ambiente de Trabalho Americano mostra que unidades de negócios altamente engajadas observaram um aumento de 17% em sua produtividade e uma redução de 59% na rotatividade de seus funcionários que unidades menos engajadas.

Uma das maiores vantagens de uma pesquisa de pulso é sua habilidade de manter seus funcionários engajados de forma consistente. Quando funcionários estão engajados, eles sentem um senso de propriedade quanto à organização, ficando mais satisfeitos, pois sabem que são valorizados. Funcionários se sentem informados sobre a empresa pois são eles que guiam tais informações. Como resultado, você terá membros de equipes mais felizes e motivados a ir além em suas funções.

Mais tarde, destacaremos maneiras de assegurar que funcionários continuem respondendo às suas pesquisas para mantê-los engajados.

E por falar em respostas, outra vantagem das pesquisas de pulso é sua taxa de resposta. Pesquisas de pulso geralmente possuem taxas de resposta de 90–100%, enquanto pesquisas anuais normalmente possuem taxas de resposta de 30–40%.

Conversamos anteriormente sobre a relação roda/raio entre os dois modelos de pesquisas; essas estatísticas destacam a importância das pesquisas de pulso na obtenção de mais respostas, permitindo-o pintar uma imagem mais clara acerca dos resultados obtidos para seu departamento de RH e diretoria executiva.

E não para por aí. Pesquisas de pulso também o permitem:

  • Mergulhar mais fundo em determinados tópicos ou problemas. Centralizar toda a pesquisa (mesmo que breve) em um único tópico alerta funcionários quanto a uma área necessitada e cria um impulso em direção à mudança.
  • Alimentar o planejamento de ações. O feedback coletivo sobre uma ideia específica preenche as lacunas necessárias no desenvolvimento de um plano de ação coerente que represente todos os envolvidos.

Como criar uma pesquisa de pulso que satisfaça suas necessidades

Agora que sabemos o que é uma pesquisa de pulso e por que estas são importantes para sua organização, vamos explorar como criar uma pesquisa de pulso eficiente.

Quer você esteja criando sua primeira ou quinquagésima pesquisa de pulso, é importante ter em mente que existem diversos fatores que tornarão sua pesquisa de pulso um sucesso ou fracasso. Quais perguntas incluir, como construí-las, a frequência de envio das pesquisas, o que você faz com as informações coletadas, tudo isso influencia na criação de uma pesquisa que se encaixe nas necessidades organizacionais específicas da sua empresa, além de assegurar uma alta taxa de resposta.

Quais perguntas você deve incluir

Pesquisas são únicas, pois não apenas mensuram o engajamento, mas também podem ajudá-lo a engajar seus funcionários. As perguntas a serem incluídas em sua pesquisa dependem dos seus objetivos e de sua empresa. Contudo, em diversas áreas, é uma ótima ideia concentrar-se em uma pesquisa de pulso que inclua a satisfação de seus funcionários (pois esta se relaciona ao tema central), cultura, confiança na administração e o papel da liderança na iniciativa, comunicação e oportunidades de crescimento pessoal relacionadas, bem como atitudes direcionadas ao tópico em questão.

Adicionalmente, confira aqui algumas perguntas para engajamento de funcionários essenciais para ajudá-lo a fazer seus negócios fluírem.

Como formular as perguntas a serem incluídas

Dependendo do objetivo de sua pesquisa, existem três maneiras de formular as perguntas utilizadas para coletar um bom feedback.

  • Escala de Likert
    • O que é? Uma escala de Likert é uma escala de 5 ou 7 pontos que geralmente avalia o nível de concordância de um usuário quanto a um tópico ou afirmação específica. Esse tipo de escala também pode ser usado para mensurar frequência, qualidade e probabilidade.
    • Por que respostas obtidas através de escalas de Likert são importantes para suas pesquisas de pulso? Em vez de uma simples pergunta de sim/não, escalas de Likert abrangem uma gama de opiniões. Estas geram dados quantitativos que podem ser facilmente revisados e analisados.
  • Escala dicotômica 
    • O que é? Uma escala dicotômica é uma escala de dois pontos com opções opostas (por exemplo, sim/não, justo/injusto). Esse tipo de escala de respostas exige que o usuário se comprometa com uma escolha de uma maneira ou outra.
    • Por que respostas obtidas através de escalas dicotômicas são importantes para suas pesquisas de pulso? De forma simples, estas perguntas são curtas e fáceis de responder. Perguntas dicotômicas devem ser usadas caso existam apenas duas possíveis respostas, diferente de perguntas desenvolvidas para determinar o grau de sentimentos ou emoções.
  • Questões abertas
    • O que são? Uma pergunta aberta permite que o usuário forneça feedback em suas próprias palavras.
    • Por que respostas obtidas através de perguntas abertas são importantes para suas pesquisas de pulso? Tais respostas são valiosas para a coleta de feedback qualitativo, pois ajudam a reforçar os dados quantitativos que você coletou em outras partes da pesquisa.
Exemplos de escala de Likert, escala dicotômica e pergunta aberta em um formulário para avaliação de treinamento

Tendo em mente que pesquisas de pulso devem ser curtas e de rápido preenchimento, sugerimos o uso de uma mistura dessas perguntas, utilizando não mais de uma ou duas questões abertas para aumentar o número de respostas.

Com que frequência você deve aplicar suas pesquisas

Pesquisas de pulso são curtas e usadas para mapear o curso de um tópico ao longo do tempo ou para obter uma reação rápida a uma iniciativa. Mas você deve ter cuidado com sua cadência: Usá-las com muita frequência ou não as usar o suficiente pode resultar em baixas taxas de engajamento, ou pior, na perda da confiança de seus funcionários.

Confira algumas regras para a frequência da aplicação de pesquisas:

  • Pesquisas de pulso devem ser aplicadas mensal ou semanalmente para monitorar mudanças de forma precisa.
  • Quanto menor sua pesquisa, com maior frequência você pode enviá-la; quanto maior sua pesquisa, com menor frequência você pode enviá-la.
  • Conduza suas pesquisas com frequência suficiente para que seus funcionários possam fornecê-lo um feedback significativo, porém não com tanta frequência que você não possa agir considerando os resultados obtidos entre questionários.

O que fazer com as informações coletadas

Como mencionamos anteriormente, pesquisas de pulso desfrutam de altas taxas de resposta e engajamento. Contudo, para manter tais taxas altas, assegurar-se de que seus funcionários mantenham sua concentração e garantir o sucesso das pesquisas do seu departamento, você deve ter algumas diretrizes em mente.

Colete os dados. Coletar e organizar os dados capturados pode ser um processo demorado. Quanto mais rápido você puder extrair os dados (quer estes sejam advindos de notebooks ou dispositivos móveis) e moldá-los em um formato de fácil compreensão, mas rápido sua equipe poderá agir considerando as respostas recebidas.

Para sua informação…

Jotform o ajuda a eliminar a troca de comunicações atribuindo formulários aos membros de sua equipe, os quais poderão então coletar e gerenciar envios aos seus formulários em qualquer dispositivo – mesmo offline – usando Jotform – Formulários Móveis.

Seja transparente. Lembre-se de compartilhar os dados coletados com todas as equipes relevantes. Além disso, inclua um resumo do progresso feito desde a última pesquisa aplicada, pois a equipe relacionada gostará de saber os resultados do feedback anterior. Lideranças ficarão felizes que funcionários estão compartilhando suas opiniões e ajudando a empresa a crescer. Funcionários ficarão mais confiantes em seu ambiente de trabalho sabendo que as informações fluem livremente e que decisões não são feitas unilateralmente.

Para sua informação…

Uma vez que tenha coletado respostas à sua pesquisa, feedback, entre outros dados importantes de seus consumidores, o Criador de Relatórios Jotform pode transformá-los em relatórios e apresentações profissionais atualizadas automaticamente a cada novo envio recebido.

Aja de acordo. Compile os resultados da sua pesquisa de pulso e transforme estes dados em insights de forma que você possa criar um plano de ações que influencie toda a organização. Quando um plano de ações significativo é desenvolvido como resultado do feedback de seus funcionários, membros de suas equipes apreciam o investimento sendo feito neles e se tornam mais engajados.

Jotform oferece mais de 100 modelos para pesquisas, facilitando a coleta dos dados que você precisa. Você pode usar um modelo para pesquisas pronto ou começar do zero usando suas perguntas para criar sua própria pesquisa para o engajamento de funcionários.

This article is originally published on Apr 13, 2021, and updated on Nov 08, 2021.

Enviar Comentário:

Jotform Avatar
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comentar:

Podo CommentSeja o primeiro a comentar.