Como Criar uma Pesquisa< Como Criar uma Pesquisa<

Como Criar uma Pesquisa

Deseja saber mais sobre pesquisas, o que estas implicam, como se comparam a métodos de coleta de dados similares, e como começar a criá-las? Então este é o guia perfeito para você.

O que é uma pesquisa?

Aqui está uma definição mais simples e breve: Uma pesquisa é uma maneira estruturada de coletar informações ou feedback. Pesquisas podem ser usadas para obter insights sobre qualquer tipo de coisa e de todos os tipos de audiências. Você pode encontrar uma resposta mais aprofundada para a pergunta O que é uma pesquisa? aqui, bem como as respostas para algumas perguntas frequentes.

Em sua maioria, pesquisas são bastante simples de criar e aplicar, mas existem algumas coisas que você precisa saber para obter resultados de alta qualidade. Discutiremos isto e muito mais nos próximos capítulos.

Sinopses dos capítulos

  • Capítulo 1: Introdução. Breves definições e sinopses dos capítulos.
  • Capítulo 2: Como criar uma ótima pesquisa. Antes de começar o processo de pesquisa, confira as três dicas encontradas neste capítulo. Você também poderá ter uma ideia de como criar pesquisas usando diferentes ferramentas.
  • Capítulo 3: Tipos de pesquisas. Curioso para conhecer os diferentes tipos de pesquisas? Nós apresentaremos alguns, tanto por objetivo quanto por método de distribuição.
  • Capítulo 4: Pesquisas vs. Outros métodos para a coleta de dados. Confuso sobre a diferença entre um questionário e uma pesquisa, ou um censo e uma pesquisa? Descreveremos as diferenças entre estes e outros métodos para a coleta de dados conhecidos, de forma que você possa ter uma ideia clara sobre o que está envolvido na realização de pesquisas.
  • Capítulo 5: Metodologias de pesquisa. Neste capítulo, discutiremos metodologias de pesquisa e como chegar a conclusões relevantes a partir dos dados coletados. Esta seção também descreve os prós e contras da condução de pesquisas, de forma que você possa estar ciente de alguns de seus desafios.
  • Capítulo 6: Modelos para pesquisas da JotForm. Este capítulo explora diversos modelos de pesquisas que você pode usar para iniciar sua jornada.

Lembre-se de favoritar este guia para referências futuras. Caso fique preso na escolha de sua metodologia ou geração de perguntas, você irá querer ter este link em mãos para acessar os insights apresentados abaixo mais rapidamente.

Como criar uma ótima pesquisa: Dicas e ferramentas

Criar uma pesquisa completa exige mais que escolher uma ferramenta qualquer, digitar algumas perguntas e pressionar enviar. É preciso aplicar seu pensamento crítico, planejar e ter paciência. Enquanto não podemos necessariamente ajudá-lo no quesito paciência, podemos ajudá-lo a pensar de forma crítica e a planejar sua pesquisa usando as dicas e instruções abaixo.

Considere estas dicas antes de criar sua pesquisa

1. Defina um objetivo claro para sua pesquisa

Deseja determinar por que seu produto mais recente não está vendendo tão bem quanto esperado? Ou está interessado em saber como seus funcionários se sentem sobre mudar para um novo escritório? Considere a questão chave que você deseja responder.

Você precisa ser claro sobre não apenas quais informações está tentando obter, mas por que quer obtê-las. Considere o exemplo do lançamento de um produto – você está tentando encontrar maneiras de melhorar suas vendas, ou buscando insights para seu próximo lançamento? E para o exemplo dos funcionários, você deseja saber quais características do novo prédio importam para eles, ou está tentando determinar se deve se mudar ou não?

O porquê do objetivo de sua pesquisa é importante pois irá ajudá-lo a formular as questões certas para sua audiência.

2. Defina seu público-alvo

Seja diferenciando entre clientes e funcionários, ou reduzindo participantes com base em suas informações demográficas, é essencial definir claramente em quem você planeja aplicar sua pesquisa. Novamente, considerar seu objetivo irá ajudá-lo a definir um grupo relevante de pessoas.

Considerando novamente o exemplo do lançamento de um produto, você deve aplicar sua pesquisa em clientes que adquiriram o produto para determinar o que estes gostaram ou não, bem como o que os inspirou a comprar. Você também poderia conversar com clientes que não adquiriram o produto para obter feedback acerca dos motivos que os levaram a não comprar. Claramente, as perguntas a serem feitas a estes dois tipos de clientes seriam diferentes. Por este motivo, é importante definir sua audiência (ou, neste caso, audiências).

3. Utilize o pensamento crítico ao definir suas questões

Suas perguntas devem suportar seu objetivo, logo, considere-as com cuidado e obtenha as opiniões de outras pessoas antes de finalizar sua pesquisa. Tenha em mente que cada pergunta deve:

  • Exigir apenas uma informação. Deve existir uma relação um-a-um entre o que está sendo perguntado e como seus participantes podem responder.
  • Seja claro e objetivo. Tente fazer perguntas da forma mais objetiva possível, mesmo que estas exijam uma resposta subjetiva, como os sentimentos de seu público ou algo do tipo. Use uma linguagem não-ambígua para garantir que seu significado esteja claro. Por exemplo, use as palavras diariamente ou semanalmente em vez de frequentemente, pois esta última pode ser interpretada de forma diferente por diferentes participantes.
  • Faça perguntas do tamanho certo para obter respostas precisas. Não forneça muitos detalhes se uma descrição simples der conta do recado. Tente ser breve, a menos que o participante exija mais informações para responder corretamente à questão.
  • Mantenha-se alinhado ao seu objetivo. Se uma pergunta não produzirá respostas que o ajudarão a alcançar seu objetivo, não a inclua. Ter um maior número de informações não é necessariamente melhor.

Temos muitas dicas como estas. Na verdade, tivemos que escrever dois guias diferentes para discutir todas elas:

Como criar uma pesquisa usando as melhores ferramentas

  • Formulários Google. Parte do popular conjunto de ferramentas do Google, Formulários Google funciona de forma orgânica com seus produtos irmãos. A criação de formulários é fácil, bem como o monitoramento de respostas às suas pesquisas. Contudo, o Formulários Google possui um formato tradicional que não permite muitas personalizações. Confira nosso guia para aprender como criar uma pesquisa com Google.
  • Facebook. O recurso para enquetes do Facebook é incrivelmente simples de usar, porém, este possui um limite de apenas duas perguntas. Confira aqui como criar uma pesquisa no Facebook.
  • Word. Mesmo não sendo a ferramenta mais moderna para a condução de pesquisas, o Word ainda possui suas vantagens. A maioria das pessoas já possui este programa para o processamento de palavras instalado em seus computadores, o que o torna acessível. Se você precisa de uma ferramenta simples para criar uma pesquisa rápida para impressão e distribuição física, esta funcionará muito bem. Confira nossa postagem para instruções passo a passo sobre como criar uma pesquisa no Word.
  • JotForm. Jotform é tão fácil de usar quanto as ferramentas mencionadas acima, e não possui nenhuma de suas complicações. Você pode personalizar cada elemento de sua pesquisa como desejar, incluindo sua aparência, estilo de exibição das perguntas e incorporação de sua marca. Jotform também oferece integrações aos aplicativos que você usa todos os dias. Economize tempo usando um dos diversos modelos para pesquisas da Jotform, ou comece do zero e crie sua própria pesquisa seguindo estes passos.

Agora que você já tem uma boa ideia acerca das ferramentas usadas para sua criação, vamos conhecer alguns dos diversos tipos de pesquisas.

Tipos de pesquisas

Pesquisas podem ser de diversos formatos e tamanhos, podendo ser aplicadas de uma infinidade de maneiras. Para oferecê-lo uma ampla noção das diferentes abordagens que você pode utilizar, discutiremos os principais tipos de pesquisas abaixo – categorizados por propósito e método de distribuição.

Tipos de pesquisas por objetivo

  • Satisfação dos clientes
  • Quando seu público-alvo são clientes, existem diversas opções que você pode usar. Se você possui uma empresa baseada em serviços, pode querer mensurar a satisfação de seus clientes com suas ofertas de serviços. Você também pode determinar sua satisfação com os funcionários com os quais interagiram ou seu nível de satisfação geral com a empresa.

    Alternativamente, se você possui uma empresa baseada em produtos, poderia pedir o feedback de um seleto grupo de clientes sobre os diferentes produtos que compraram – o que gostaram, o que não gostaram, e quais aspectos do produto poderiam melhorar. Tal feedback pode levá-lo a modificar seu produto ou criar um totalmente novo.

    Tangencialmente, você poderia perguntar a um maior grupo de clientes se estes estariam interessados em um novo produto que englobe o feedback recebido por outros clientes.

  • Engajamento de funcionários
  • Da mesma forma que seus clientes, funcionários também oferecem muitas opiniões acerca de questões internas – quer estas digam respeito ao seu ambiente de trabalho, colegas ou ocorrências na empresa.

    O engajamento de funcionários é um aspecto importante no qual muitas empresas concentram esforços. Neste contexto, o engajamento pode significar diversas coisas, mas este geralmente se refere à felicidade de seus funcionários, sua conexão e sentimento de valorização no ambiente de trabalho.

    Este é um fator importante, pois organizações com um alto engajamento possuem maior assiduidade, menor rotatividade, e menos incidentes de segurança e qualidade quando comparadas a organizações com um baixo engajamento. Portanto, avaliar regularmente o engajamento de seus funcionários através de pesquisas pode ajudá-lo a monitorar seus níveis de envolvimento e resolver potenciais problemas antes que estes se tornem maiores.

    Mas isto não se aplica apenas ao engajamento. Você pode conduzir uma pesquisa com seus funcionários para ajudá-lo na tomada de decisões dentro da empresa, tais como a escolha de locais para mudança ou a adição de novas vantagens ao seu pacote de benefícios.

  • Pesquisa de mercado
  • Às vezes, você precisa obter opiniões de pessoas com as quais sua empresa ainda não interagiu. Como seus clientes e funcionários estão envolvidos com sua empresa, estes podem não ser capazes de fornecer o feedback imparcial que você precisa. Alternativamente, você pode fazê-lo para obter noções de mercado para uma nova linha de negócio, ou a contribuição de uma amostra geral de pessoas por uma infinidade de motivos.

    É aqui que uma pesquisa de mercado pode ajudá-lo – quer você queira lançar um novo produto, avaliar o conhecimento acerca de sua marca, ou ver como esta se compara aos seus concorrentes. Com uma pesquisa de mercado, você pode escolher quem é seu público-alvo com base em critérios como informações demográficas e geográficas, estilo de vida e uso do produto. Aplicar a pesquisa em um grupo segmentado identificado por você irá fornecer dados para ajudá-lo a informar suas decisões, de forma que você não precisará confiar apenas em suposições.

Tipos de pesquisas por método de distribuição

  • Presencial
  • De longe o método mais eficiente em termos de cooperação de participantes, pesquisas conduzidas através de entrevistas presenciais geralmente produzem respostas bastante detalhadas. Isto se dá pelo fato de o entrevistador poder fazer perguntas complementares e se aprofundar bem nos motivos por trás de tais respostas, descobrindo insights melhores para a tomada de decisões. Contudo, este método pode se provar caro, demorado e difícil de organizar devido a restrições geográficas ou disponibilidade limitada.

  • Online
  • Diferentemente de pesquisas presenciais ou por telefone, pesquisas online proporcionam um maior alcance, pois não possuem limitações quanto à localização ou fuso horário. Geralmente, participantes de pesquisas online podem preencher suas pesquisas em qualquer lugar, desde que possuam conexão à internet e um dispositivo compatível, dentro do limite de tempo imposto por você. Adicionalmente, esta é uma opção geralmente mais barata e rápida que as demais, além de existirem muitas ferramentas disponíveis para sua realização, tornando a distribuição e coleta de respostas bastante simples.

  • Telefone
  • Pesquisas conduzidas por telefone fornecem um meio-termo entre entrevistas presenciais e pesquisas distribuídas online. Enquanto este tipo de pesquisa possui problemas semelhantes às entrevistas presenciais (condução demorada, barreiras de linguagem, disponibilidade limitada, etc.), esta ainda é mais barata, além de não possuir restrições geográficas.

    Pesquisas por telefone também permitem uma conversa ativa e pessoal entre o entrevistador e os participantes. George Kuhn, presidente da Drive Research, adiciona que “similar às entrevistas presenciais, pesquisas por telefone permitem que entrevistadores façam perguntas adicionais, oferecendo aos respondentes a oportunidade de explicar suas respostas em maiores detalhes. Isto resulta em respostas melhores, especialmente de participantes que responderiam de forma diferente devido à falta de anonimato de uma entrevista presencial.”

Agora você já conhece alguns dos diversos tipos de pesquisas, mas o que as diferenciam de outros métodos para a coleta de dados? Respondemos esta pergunta no próximo capítulo.

O que diferencia a pesquisa de outros métodos para a coleta de dados?

Quando criadas corretamente e distribuídas para um grupo demográfico cuidadosamente pesquisado, pesquisas podem fornecer uma ampla variedade de dados prontos para análise e ações subsequentes.

Por exemplo, o ProjectManager.com conduziu uma pesquisa sobre ausência remunerada com funcionários em tempo integral de diversos setores. Suas respostas forneceram informações acerca de como certas faixas etárias se sentiam sobre a ausência remunerada e o como seus sentimentos sobre o plano de ausências de suas empresas estavam alinhados com as intenções da própria empresa.

“As informações coletadas a partir das +400 respostas foram esclarecedoras. Além do mais, o correspondente white paper que criamos foi bem recebido e compartilhado pelas redes sociais, gerando atenção para nossos produtos de software,” disse Kris Hughes, gerente de marketing de conteúdo sênior da empresa.

Mas existem outras formas de coletar dados? E como estas se comparam às pesquisas? Continue lendo para descobrir.

Pesquisa vs. Questionário

A melhor forma de pensar sobre a distinção entre uma pesquisa e um questionário é considerar um questionário como parte de uma pesquisa. Um questionário é simplesmente um conjunto de questões, enquanto uma pesquisa possui todo um ciclo de vida – questões, a entrega ou distribuição destas questões, e a análise das respostas a estas questões.

Além de usar questionários para obter contribuições simples, como seus endereços de e-mail, este sempre fará parte de uma pesquisa.

Pesquisa vs. Enquete

A maior diferença entre uma pesquisa e uma enquete é seu tamanho. Diferente das pesquisas, enquetes são extremamente curtas – tipicamente contendo apenas uma questão de múltipla escolha. Ao usar uma enquete, você estará buscando coletar informações de forma rápida e simples sobre uma coisa específica. “Pesquisas fornecem mais dados acionáveis que enquetes, pois estas não possuem comprimento,” afirmou Hughes.

Robyn Bolton, fundadora da MileZero, afirma que enquetes são úteis para o esclarecimento de detalhes. Por exemplo, caso tenha criado um novo produto, você pode querer determinar quais recursos deve incluir como padrão ou opcionais. Ou talvez você esteja considerando opções de cores. “Para perguntas simples como estas,” afirma Bolton, “uma enquete pode ser útil para se entender uma preferência absoluta, enquanto pesquisas podem ser úteis para se entender preferências relativas.”

Pesquisa vs. Censo

A principal diferença entre um censo e uma pesquisa é o tamanho de suas amostras. Enquanto uma pesquisa consulta apenas um segmento de uma determinada população, um censo busca capturar informações de toda a população. Em outras palavras, uma pesquisa precisa apenas representar a população, mas um censo é a população.

Compreensivelmente, um censo representa uma empreitada muito maior e demorada que a maior e mais complexa das pesquisas, porém, este oferece resultados mais confiáveis e precisos. Não é de se admirar que o censo dos Estados Unidos seja conduzido apenas uma vez a cada 10 anos.

Pesquisa vs. Grupo focal

Um grupo focal é um método de pesquisa qualitativo que envolve questionar um pequeno grupo de participantes simultaneamente, normalmente em uma mesma sala ou através de conferências de vídeo. Um moderador preside o grupo.

“A função do moderador é guiar a discussão e avaliar os pensamentos e reações honestas de seus participantes ao assunto em questão, seja este seu produto, serviço ou marca,” explica Larissa Murillo, gerente de marketing da MarketGoo.

Pesquisas diferem de grupos focais pois possuem uma abordagem mais quantitativa. Pesquisas geralmente lidam com números ou respostas facilmente quantificáveis que podem ser analisadas em uma planilha. “Embora números possam oferecer dicas, eles não contam a história completa,” afirma Jim Jacobs, presidente da Focus Insite.

Jacobs observa também que a taxa de erros em uma pesquisa quantitativa tende a ser maior que em um método qualitativo, como um grupo focal ou entrevista. “Um moderador ou entrevistador experiente pode chegar rapidamente à raiz de uma resposta e descobrir detalhes adicionais – algo que não seria simplesmente revelado ao marcar uma caixa em uma simples pesquisa,” adiciona ele.

A pesquisa é a ferramenta certa para seus objetivos? Agora que já comparamos este método a diversos outros, vamos nos aprofundar nas pesquisas em si, incluindo sua metodologia, vantagens e desvantagens.

Metodologia de pesquisa: Um olhar mais aprofundado

Lembre-se que uma pesquisa consulta uma amostra de uma determinada população, como um subconjunto de sua base de clientes ou funcionários de um determinado departamento. Identificar e selecionar esta amostra populacional faz parte de sua metodologia de pesquisa. Outros aspectos de uma metodologia de pesquisa incluem a avaliação e teste de questões, determinar o método para fazer tais perguntas e coletar suas respostas, além de ajustar estimativas para correção de erros.

Mas como saber se seus processos e métodos produzirão os insights que você procura? Considere o conselho abaixo para assegurar-se de que você fez a diligência necessária para o sucesso.

Metodologia de pesquisa: Como obter conclusões significativas

Primeiro, certifique-se de seguir as melhores práticas para a coleta de dados em pesquisas. Nesta seção, discutimos diversas dicas para prepará-lo para a coleta de dados, maximizando suas chances de obter resultados de maior qualidade.

Em segundo lugar, determine corretamente sua amostra populacional. “Sua amostra populacional deve representar seu público-alvo, devendo ser grande o suficiente para ter relevância estatística,” afirma Claire Shaner, especialista em marketing de conteúdo na BestCompany.

Aqui está o exemplo fornecido por ela: Se você quer conduzir uma pesquisa com seus funcionários acerca do que estes acham de seus recursos humanos, mas só pode obter 10 respostas de estagiários, isto não é o suficiente para generalizar os sentimentos de todos os seus funcionários. Caso queira saber qual o tamanho adequado para sua amostra, confira esta tabela de tamanhos amostrais.

Por fim, ao receber seus resultados, seja metódico ao revisar seus dados. Preste atenção às perguntas que você identificou como mais importantes para os objetivos de sua pesquisa. Faça tabelas cruzadas, filtre e represente graficamente as respostas a estas perguntas entre quaisquer subgrupos e analise suas descobertas.

Presumindo que sua amostra seja grande o bastante e represente bem seu público-alvo, você deverá observar tendências relativamente precisas enquanto manipula os dados brutos. Formule suas próprias conclusões e teste-as sistematicamente comparando as respostas às suas demais perguntas.

Pros and cons of survey research

Surveying is generally considered a reliable and useful approach to information gathering, but there are some challenges to overcome as well.

Prós e contra das pesquisas

A condução de pesquisas é geralmente considerada uma abordagem confiável e útil para a coleta de informações, mas também existem alguns desafios para sua execução.

Prós
  • Você pode coletar uma ampla variedade de dados. Você pode usar pesquisas para avaliar atitudes, crenças, valores, opiniões, motivações e diversos outros tipos de feedbacks. Em posse destes diferentes dados, você poderá desenvolver uma imagem mais holística sobre seu tópico de pesquisa.
  • Resultados tendem a ter relevância estatística. Lembre-se de que significância estatística é essencial para se chegar a conclusões relevantes. Como pesquisas são geralmente baratas e de fácil administração, você pode alcançar mais pessoas e melhorar a representatividade populacional de seus resultados.
  • O anonimato pode encorajar respostas mais honestas. Respondentes de pesquisas conduzidas online permanecem anônimos, o que pode incentivá-los a serem mais transparentes em suas respostas. “Usar uma firma de terceiros para coletar e agregar respostas antes de repassá-las a você proporciona um nível ainda maior de anonimato e separação entre você e seus participantes,” nota David Chaudron, sócio-gerente da Organized Change.
Contras
  • Criadores de pesquisas podem não ter certeza sobre como mensurar certos sentimentos. Chaudron conta um exemplo interessante sobre funcionários de um museu que estavam inseguros sobre como avaliar a popularidade de uma exibição infantil. Aplicar pesquisas em crianças usando carinhas felizes não proporcionou informações o suficiente, então, em vez disso, eles observaram quantas crianças puseram seu nariz no vidro da exibição.
  • Pode ser difícil encontrar um equilíbrio na coleta de dados. Stacy Caprio, fundadora da Accelerated Growth Marketing, deu sua opinião quanto a corda bamba que é a coleta de dados: “Colete poucos dados e sua pesquisa será estatisticamente insignificante. Colete muitos dados e levará tanto tempo para finalizar a coleta e avaliar seus resultados que será forçado a tomar uma decisão.”
  • Seu público-alvo pode não saber o que quer. No caso de pedir informações a clientes sobre novos produtos, estes podem não saber que o que você está criando é algo que irão querer ou precisar no futuro. “Clientes nem sempre sabem o que melhor satisfará suas necessidades, logo, você pode prejudicar sua inovação ao confiar demais em seu feedback,” explica Caprio.

Agora que você aprendeu um pouco mais sobre pesquisas, está na hora de colocar este conhecimento em prática e criar a sua própria. Comece usando um dos modelos para pesquisas abaixo.

Exemplos de pesquisas da Jotform

Uma vez que tenha identificado o objetivo de sua pesquisa, lido sobre as melhores práticas para a coleta de dados em pesquisas e determinado como tirar conclusões significativas a partir da mesma, qual é o próximo passo? Criar sua própria pesquisa, claro.

Para criar sua pesquisa, você precisará desenvolver as perguntas certas, identificar as respostas mais apropriadas, e escolher a ferramenta certa para distribuí-la e coletá-la. Mas por que começar do zero quando você pode seguir os passos de pesquisadores, comerciantes e consultores que o fizeram antes de você?

Estes criadores de pesquisas já fizeram grande parte do trabalho pesado para você ao criar modelos para pesquisas na Jotform. Estes modelos podem ter um dos seguintes formatos:

  • Clássico, onde as perguntas são exibidas todas de uma só vez
  • Cartão, onde as perguntas são exibidas uma por vez

Suas opções de modelos para pesquisas

Quer você queira conduzir uma pesquisa de mercado, mensurar a satisfação de pacientes ou qualquer outra coisa, Jotform possui uma enorme biblioteca de modelos para pesquisas prontos para satisfazer todas as suas necessidades. Confira alguns de nossos modelos para pesquisas mais populares e escolha aquele que mais combina com você.

  • Pesquisa de satisfação para eventos
  • Este é nosso mais popular modelo para pesquisas. Ele já foi duplicado mais de 17.000 vezes e inclui algumas perguntas rápidas acerca da experiência de participantes em um determinado evento. Você pode enviar esta pesquisa para participantes após o fim das festividades para obter sua opinião e usar seu feedback para melhorar seu próximo evento.

    As perguntas no modelo abrangem os níveis de satisfação de participantes atuais e anteriores quanto a diferentes aspectos do evento, como sua localização e conteúdo. Ele também inclui um espaço para que os participantes possam detalhar sua opinião quanto ao evento e como este pode melhorar.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

  • Pesquisa para avaliação de restaurante
  • Esta pesquisa de múltipla escolha serve para mensurar a satisfação de seus clientes com a comida e os serviços prestados em seu restaurante. Você pode usá-la para assegurar-se de que não há problemas na preparação de seus pratos, bem como na qualidade ou desempenho de seus funcionários.

    Como esperado de uma pesquisa para restaurantes, suas perguntas lidam com a precisão de pedidos, limpeza, velocidade do serviço e experiência em geral. Ela também oferece uma pergunta aberta para comentários e sugestões.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

  • Pesquisa de mercado
  • Se você deseja obter as opiniões de um grupo específico de pessoas para uma pesquisa de mercado, como para uma nova linha de produtos, precisará filtrar aqueles que não se encaixam em seus critérios. Este formulário fornece um bom ponto de partida, contendo questões demográficas, como gênero, idade, renda, entre outras perguntas facilmente modificáveis. Você precisa apenas adicionar perguntas específicas e distribuir sua pesquisa de acordo.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

  • Pesquisa de satisfação para pacientes
  • Similar à pesquisa de satisfação para eventos, a pesquisa de satisfação para pacientes é curta e avalia como pacientes se sentem quanto a visita ao seu médico. Você pode usá-la em quaisquer instalações médicas, como hospitais, clínicas, entre outras.

    Suas perguntas incluem gênero e data de nascimento dos pacientes, bem como o que acharam do médico, enfermeira e sua experiência em geral. A pesquisa é finalizada com um espaço para que os pacientes possam compartilhar seus pensamentos sobre como a instalação pode melhorar seus serviços.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

  • Pesquisa de produtos
  • A pesquisa para produtos vai um pouco mais a fundo que as opções anteriores. Sua grande diferença é que esta pede que seus respondentes se identifiquem e forneçam informações para contato. Se você está buscando insights sobre como e por que consumidores usam seus produtos, este é o modelo certo para você. Você pode usar as informações para contato coletadas para efetuar chamadas de acompanhamento.

    A pesquisa questiona os respondentes quanto ao seu tempo usando o produto, como ele se compara a produtos similares e muito mais.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

  • Pesquisa para avaliação de treinamento
  • Buscando coletar feedback para o treinamento que está ministrando para clientes ou funcionários? Este formulário oferece o ponto de partida perfeito para a criação de uma pesquisa bastante informativa. Caso deseje manter as coisas mais simples, use as perguntas básicas do modelo acerca da satisfação geral dos participantes, como estes se sentem sobre diversos aspectos do treinamento e se o recomendam para outras pessoas.

    Confira este modelo de pesquisa nos formatos clássico e cartão.

Qualquer um dos modelos para pesquisas acima mencionados (ou centenas de outros) deve oferecê-lo um ótimo ponto de partida para a criação de uma pesquisa e ajudá-lo a obter as informações que precisa. Boa sorte!

Este artigo foi publicado originalmente em 26 de Julho, 2019, e atualizado em 05 de Agosto, 2019.

Enviar Comentário:

Jotform Avatar
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comentar:

Podo CommentSeja o primeiro a comentar.